19ª Legislatura 2019 - 2022

Notícia

Alepa realizará caminhada em homenagem ao Outubro Rosa

22/10/2019 16h40 - Atualizada em 22/10/2019 6h33
Por Andrea Santos - AID - Comunicação Social

Ampliar imagem
Ampliar imagem
Ampliar imagem

Outubro Rosa: Prevenção e Combate ao Câncer de Mama. Este é o tema da primeira caminhada da Procuradoria Especial da Mulher, da Assembleia Legislativa do Estado do Pará (Alepa), que vai acontecer no próximo domingo (27.10), com saída às 8 horas da escadinha, próximo à Estação das Docas até a praça Batista Campos.

A caminhada é para dar visibilidade à Campanha Internacional Outubro Rosa. A Procuradoria Especial da Mulher da Alepa trabalha em parceria com a Bancada Feminina, promovendo a conscientização sobre o Câncer de Mama por meio de várias ações.

"Será um grande evento alusivo ao combate e prevenção do câncer de mama e colo de útero. Temos uma extensa programação e nós, mulheres, temos o apoio dos deputados nesta luta que é de todos nós. Sou grata ao presidente desta Casa de Leis que muito tem colaborado, visto que a Procuradoria é da Assembleia Legislativa do Estado do Pará", destacou a Professora Nilse Pinheiro, Procuradora da Mulher da Alepa. "Em nossa programação, vamos ter uma exposição que vai ser inaugurada dia 25, da Oncológica do Brasil, que vai trazer painéis que apresentam o combate ao câncer de mama. Além da nossa caminhada, com a presença de escolas públicas e outras instituições ligadas diretamente a prevenção e combate a esta doença que maltrata a tantas pessoas".

Para a deputada Ana Cunha, o Estado do Pará tem um dos piores índices relacionados a tumores. "O Pará é hoje o estado com piores índices de tumores femininos, com incidência alta em câncer de mama e de colo de útero, triste realidade, mas que pode mudar", disse ela,  que é médica especialista em ginecologia e obstetrícia.

Programação- A fachada da Assembleia Legislativa do Estado do Pará vai ganhar uma iluminação especial, e o Palácio Cabanagem vai receber a Exposição Outubro Rosa, realizada pela Oncológica do Brasil no hall de entrada da Alepa; a caminhada será no dia 27 e uma Sessão Solene acontecerá no dia 31, com homenagens e entrega de condecorações aos profissionais que são referências nas ações de combate e prevenção ao câncer de mama no Estado do Pará.

Estatística- O câncer de mama é o tipo mais comum entre as mulheres no mundo todo, depois do câncer de pele não melanoma. Representa cerca de 25% de todos os casos novos de câncer.

São 1,38 milhões de novos casos e 458 mil mortes pela doença por ano, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS). Dados do INCA (Instituto Nacional do Câncer) mostram que em 2019, 59.700 mulheres devem desenvolver câncer de mama no Brasil. A Região Norte deve registrar 1730 casos novos até o final de 2019, sendo 740 novos casos no Pará e 360 em Belém.

Dificuldade- A mamografia no Brasil tem o pior cenário dos últimos seis anos. Pesquisadores da Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM), em parceria com a Rede Brasileira de Pesquisa em Mastologia, acabam de concluir um estudo que revela que o percentual de cobertura mamográfica de 2018 nas mulheres na faixa etária entre 50 e 69 anos atendidas pelo Sistema Único de Saúde (SUS) é o menor dos últimos seis anos, com uma cobertura bem abaixo dos 70% recomendados pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

Prevenção- A adoção de hábitos saudáveis, como uma boa alimentação e exercícios físicos regulares, representa o que os especialistas chamam de prevenção primária, que pode evitar alguns tipos de câncer. O câncer é uma doença que resulta da interação entre fatores ambientais e genéticos do indivíduo. Entretanto, uma parcela pequena dos tumores malignos são considerados hereditários (até 10%). A maioria está relacionada à exposição a fatores ambientais.

Palácio Cabanagem - Rua do Aveiro,130 - Praça Dom Pedro II, Bairro Cidade Velha - 66020-070
(91) 3213-4200
AID - Assessoria de Imprensa e Divulgação - Email: imprensa@alepa.pa.gov.br | Sistemas
Ouvidoria: ouvidoria.alepa.pa.gov.br

Todos os Direitos reservados | 2019