19ª Legislatura 2019 - 2022

Notícia

Dbes realiza ação sobre o "Novembro Azul"

17/11/2020 16h07 - Atualizada em 17/11/2020 18h21
Por Andrea Santos - AID - Comunicação Social

No Brasil, aproximadamente 65 mil homens são detectados com câncer de próstata ao ano, de acordo com o Inca (Instituto Nacional de Câncer). É o segundo que mais acomete os homens, depois do câncer de pele não-melanoma. Conforme o Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (DataSus), 374 homens morreram de câncer de próstata em 2019, e 325 este ano, até o mês de setembro. 

Infelizmente, há no Brasil, uma carência de informações sobre a incidência de câncer de próstata. Neste mês, a campanha Novembro Azul vem para colaborar com mais conhecimento sobre a prevenção, diagnóstico e os cuidados sobre o câncer de próstata.

No Pará, desde 2013 existe uma Lei Estadual que Institui o "Novembro Azul", mês consagrado conscientização sobre a prevenção à doença. A escolha do mês de novembro tem como referência o Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata, que acontece no dia 17, com um movimento que surgiu na Austrália em 2003.

Para celebrar o "Novembro Azul", o Departamento de Bem-Estar Social (Dbes), da Assembleia Legislativa do Estado do Pará (Alepa), realizou na manhã desta terça-feira (17), uma ação sobre os cuidados da saúde do homem.

"A cada 10 homens, três a quatro terão câncer de próstata, isso mostra uma gravidade da doença, deve haver uma atenção especial da saúde pública em relação ao homem, principalmente acima dos 50 anos. A ultrassonografia com elastografia, que hoje é um exame especifico para a detecção de nódulos endurecidos na próstata, é um dos exames de rastreamento que devem ser feitos, mas o exame de toque é fundamental", disse o deputado Dr. Wanderlan Quaresma, que também é medico. "Todos os homens têm que fazer o toque. É importante que a mulher, a companheira incentive o homem e, se possível ir com ele à consulta. O homem tem que deixar o lado machista, que ainda há, mas já existe uma mudança significativa dentro dos consultórios", afirmou o parlamentar. 

Servidor público há 21 anos, Pedro Fernandes, 57 anos, casado e pai de dois filhos, deu início às suas consultas ao urologista aos 48 anos. "Faço todos os anos meus exames de prevenção ao câncer de próstata. A primeira vez foi com 48 anos e não tive problema algum, já que é para o cuidado da minha saúde. Procuro ter uma alimentação boa, às vezes, quando possível, faço alguma atividade física", disse. 

"Nosso objetivo é conscientizar o maior número de homens sobre os cuidados que eles devem ter em relação à sua saúde. O Dbes leva aos servidores desta Casa as informações sobre como é necessária a prevenção ao câncer de próstata. O mês de novembro tem um significado especial, o alerta é para todos os homens. A doença detectada precocemente tem uma grande chance de não evoluir", frisou Karla Lobato, diretora do Dbes da Alepa. 

O diagnóstico precoce eleva para mais de 90% as chances de cura. 

O deputado Carlos Bordalo fez um breve relato em relação ao câncer de próstata. "Queria alertar todos os homens a respeito dessa doença. Ele é um câncer silencioso. Eu fazia um controle rígido através do sangue, mas de repente senti fraqueza e não sabia o motivo. Num certo momento quando fiz meus exames, a minha testosterona estava muito baixa e chamou a atenção. Foi então que fiz o exame do toque e detectou câncer de próstata. Enfrentei a doença e estou curado". Disse ele. "Homens, deixem de preconceito, esse exame é insubstituível. A prevenção ainda é o melhor caminho. A equipe do Dbes está de parabéns pela atitude, ação mais que importante".

A próstata - É uma glândula do sistema reprodutor masculino que está localizado abaixo da bexiga e tem uma importante função na fase reprodutiva.

Sintomas do câncer de próstata

Na fase inicial, o câncer de próstata não apresenta sintomas. Na fase avançada, os sintomas são: Dor óssea, dores ao urinar, vontade de urinar com frequência, sangue na urina e/ou no sêmen.

Prevenção

Manter uma rotina adequada de higiene diária. Lavar o órgão sexual utilizando água e sabão durante o banho e depois das relações sexuais. Ir ao médico regularmente.

Palácio Cabanagem - Rua do Aveiro,130 - Praça Dom Pedro II, Bairro Cidade Velha - 66020-070
(91) 3213-4200
AID - Assessoria de Imprensa e Divulgação - Email: imprensa@alepa.pa.gov.br | Sistemas
Ouvidoria: ouvidoria.alepa.pa.gov.br

Todos os Direitos reservados | 2019