19ª Legislatura 2019 - 2022

Notícia

Dois anos da Editora Pública Dalcídio Jurandir são comemorados em Sessão Especial

25/11/2021 15h30 - Atualizada em 25/11/2021 15h45
Por Carlos Boução - AID - Comunicação Social

Os dois anos da existência da Editora Pública Dalcídio Jurandir, da Imprensa Oficial do Estado do Pará, foram comemorados nesta quarta (21) no auditório João Batista, em uma Sessão Especial coordenada pelo deputado Carlos Bordalo (PT), presidente da Comissão de Direitos Humanos e de Defesa do Consumidor.

A editora foi criada pelo decreto n.º 242 do governador Helder Barbalho e lançada na Feira do Livro e das Multivozes de 2019. O nome da editora foi uma homenagem a um dos maiores autores paraenses. "Por Dalcídio ter uma obra de grande dimensão sobre a lógica do Estado do Pará", ressaltou o presidente da Imprensa Oficial do Estado, Jorge Panzera.

Jorge Panzera

Para ele, a dinâmica pensada e gestada na editora foi de estimular a valorização da leitura para construir e fortalecer uma cultura do livro. Na oportunidade, o deputado anunciou que o Relatório da Comissão da Verdade do Estado do Pará, produzido com o apoio do Poder Legislativo em 2017/18, será publicado pela Editora do Estado.

Jorge Panzera e o deputado Carlos BordaloPara o autor do pedido da Sessão, a experiência da Editora Dalcídio Jurandir é um estímulo público e oficial de incentivo aos escritores e as produções literárias paraenses. "É preciso destacar o papel da atual gestão, que vem imprimindo uma política de ressignificação da Imprensa Oficial para além do seu papel tradicional protocolar, imprimindo diversas inovações e a mais atual foi a estruturação da Editora", destacou.

Moisés AlvesMoisés Alves, coordenador da Editora, apresentou a estruturação da editora, seu funcionamento e a equipe de trabalho que está à frente da dinâmica das publicações. Quatro linhas de publicações são implementadas: de autores e títulos 'Fora de Catálogo'; 'Científicas, Acadêmicas e Relações Interinstitucionais'; 'Editais Públicos'; e 'Comerciais'.

Nestes dois anos, foram publicados 5 livros fora de catálogo; 13 livros científicos, sendo 6 trabalhos da UEPA, 5 da UFPA, um da UNAMA e um da UFOPA; 10 livros de parcerias interinstitucionais; 11 livros através dos dois editais publicados; e mais 50 livros diversos.

Milena CostaNa oportunidade, foi feita uma entrega simbólica aos escritores Milena Costa, de 18 anos, portadora de autismo. Ela é autora de Histórias de Milena; Nelson Maués, autor do livro de Mosqueiro a Xangai; e Marcelo Correa (Marcelo Pipoca), autor de um artigo contido no livro Amazônia, História, Cultura e Identidade, organizado por Telmo Renato da Silva, Tony Leão da Costa e Jairo de Jesus Nascimento. Todos os títulos dos editais serão lançados oficialmente na próxima Feira do Livro.

Marcelo Correa

O vice reitor da UFPA, Gilmar Pereira, destacou o papel importante da Editora Oficial do Estado que veio para ocupar um vazio na produção e veiculação de obras literárias e cientificas do Estado. "Quero parabenizar a experiência e fazer um desafio aos gestores da Imprensa Oficial, de publicar um edital para escrever um livro sobre as experiências e festejando os 100 anos de Paulo Freire".

Participaram ainda da mesa Anderson Maia, representado da Universidade Estadual do Pará — UEPA; Rodrigo Moraes, presidente da Secretaria Municipal de Habitação de Belém; e Elana Silva, agente distrital de Icoaraci.

Palácio Cabanagem - Rua do Aveiro,130 - Praça Dom Pedro II, Bairro Cidade Velha - 66020-070
(91) 3213-4200
AID - Assessoria de Imprensa e Divulgação - Email: imprensa@alepa.pa.gov.br | Sistemas
Ouvidoria: ouvidoria.alepa.pa.gov.br

Todos os Direitos reservados | 2019