Dep Eliel Faustino

Deputado Estadual - DEM

Notícia

Deputado Eliel realiza sessão sobre manejo sustentável, desafios da indústria e geração de empregos

20/08/2019 10h40 - Atualizada em 20/08/2019 11h11
Por Sâmia Maffra - Assessoria Dep Eliel Faustino
A criação de um Fórum Permanente de debates, a regularização fundiária eficiente, a celeridade no licenciamento no manejo florestal, uma nova política para supressão vegetal e reformulação do código florestal do estado foram alguns dos encaminhamentos da sessão

Ampliar imagem

Um encontro propositivo que reuniu representantes de diversas entidades e classes trabalhistas para discutir sobre manejo florestal sustentável, questão fundiária, geração de empregos, potencialidades e desafios da indústria madeireira no Estado. Assim foi a sessão especial desta segunda-feira (19/8) realizada pelos deputados Eliel Faustino e Raimundo Santos na Assembleia Legislativa.


Para Faustino, o tema foi oportuno e veio em um momento estratégico onde se debate sobre o Fundo Amazônia e o fim do repasse de investimentos da Noruega e Alemanha para o projeto. "Todos querem discutir a Amazônia, mas sem ouvir a Amazônia. Não há como se discutir de forma engessada e sim de forma racional pensando a questão fundiária, social, agrária e econômica. É preciso que haja consonância, que o legislativo e executivo caminhem juntos e possam ouvir sugestões do que é importante para todos", avaliou o líder do Democratas, sugerindo de antemão que se crie um Fórum Permanente de Debates envolvendo os poderes e a sociedade.


O engenheiro florestal e diretor técnico da Aimex (Associação das Indústrias Exportadoras de Madeiras do Estado do Pará), Guilherme Carvalho, fez uma apresentação sobre o manejo florestal, usando conceitos e exemplos de como a atividade gera menor impacto e facilita a regeneração. Ele também fez um histórico sobre a verticalização da indústria da madeira no Pará.


A Ação Pró-Floresta foi apresentada pelo coordenador do projeto e vice-presidente da Fiepa (Federação das Indústrias do Estado do Pará), Sidney Rosa. O projeto mostra a importância do setor florestal como atividade econômica sustentável e geradora de empregos no Pará. "Temos muitas potencialidades, o setor florestal e madeireiro são nossa vocação, mas temos que transformar em renda, através do uso do manejo sustentável", afirmou.


Milton Kanashiro é pesquisador em genética e conservação de recursos florestais da Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária). Ele abordou sobre estudos de parcela de monitoramento florestal, análises de regeneração da floresta e observatório de manejo florestal em colaboração com uma agência francesa. "A madeira e o minério sempre foram dois produtos de extrema importância para o Estado. O minério continua em pauta, mas a madeira ficou para trás até por conta dos ciclos de exploração. Mas se tem algo que pode manter a floresta em pé é o manejo florestal", ponderou o pesquisador.


O Iterpa (Instituto de Terras do Pará) foi representado por Flavio Azevedo que debateu sobre os entraves das questões fundiárias. "O Pará é iminentemente agrário e para desenvolver de forma macro precisa investir em suas peculiaridades. Estamos adotando tecnologias e a integração com outros órgãos para que a regularização chegue a todos os municípios do Estado".


Como encaminhamentos da sessão foi proposto a criação de um Fórum Permanente de debates que envolva o legislativo, o executivo e a sociedade; seminários em Brasília para avançar na discussão com os representantes da Amazônia; discussão da questão florestal com todo o segmento produtivo. O deputado Eliel Faustino propôs ainda a regularização fundiária eficiente, a celeridade no licenciamento no manejo florestal, uma nova política para supressão vegetal e reformulação do código florestal do estado.


A mesa da sessão também foi composta pelo presidente da ACP (Associação Comercial do Pará), Clóvis Azevedo, Roberto Pupo (presidente da Aimex), Luiz Quadros (promotor de justiça do MP), Antônio Martins (Federação dos Trabalhadores da Construção Imobiliária do Pará e Aamapá), Miguel Gualberto (presidente da Comissão de Direitos Agrários da OAB) e pelo reitor da UFRA, Marcel Botelho e pelos deputados estaduais Ângelo Ferrari, Jr Hage e Igor Normando.

* Os textos produzidos pelas assessorias de cada parlamentar são de responsabilidade de seus autores.

Entre em contato


Gabinete

...

Endereço:

Praça Dom Pedro II, 2 - Cidade Velha, Belém - PA, 66020-240


Telefone: (91) 3213-4324 / 4288 / 4338

Endereço:

Palácio Cabanagem - Rua do Aveiro,130 - Praça Dom Pedro II, Bairro Cidade Velha

CEP: 66020-070 Telefone: (91) 3213-4200

AID — Assessoria de Imprensa e Divulgação

Todos os Direitos reservados | 2019